Animação - Santa Casa Misericórdia de Almeida

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Animação

Galeria
A importância da animação


Três formas principais de estimulação podem e devem ser desenvolvidas: psicológicas, sociais e físicas. Obviamente que as três se misturam, pois muitas atividades proporcionam tipos diferentes de estimulação, a psicológica trabalha com os afetos, a autoestima, conduta, pensamento, memória, atenção, perceção, capacidade de tomar decisões. A estimulação social tem como base, a comunicação, juízo crítico, o intercâmbio afetivo, a convivência, o sentimento de pertença. A estimulação também deve incluir dois aspetos importantes: prazer e lazer. Devem-se proporcionar atividades que se adaptem à pessoa e que foram apreciadas por ela ao longo da vida, dependendo do gosto e das necessidades. 

Estimular as relações interpessoais torna-se crucial ao promover o desenvolvimento afectivo, o fomento da participação e envolvimento social, retardando as limitações que teimam em aparecer. 
A estimulação física é feita com o objectivo de proporcionar: aquisição e manutenção da destreza física, melhoria da motricidade, conservação ou mesmo melhoria dos movimentos articulares, da força muscular, da condição cardiorespiratória, exercendo influência benéfica sobre o sono, fácil controlo dos movimentos espontâneos, evitando os desequilíbrios e as quedas. Devem-se ter, no entanto, alguns cuidados na sua prática: usar roupa e calçado adequados, evitar as horas de maior calor ou frio; parar ao mínimo sinal de alarme, isto é, dor no peito, visão turva, tonturas, não fazer exercício em jejum e após as refeições e começar sempre de forma lenta e com baixa intensidade, aumentando gradualmente o nível de esforço. O tipo de exercício terá sempre de ser adaptado às suas condições físicas e aquele de que mais gosta.

“Todas as partes do corpo têm uma função. Se exercitadas com moderação no trabalho para que foram concebidas, serão sempre saudáveis e envelhecerão lentamente. Se não forem usadas e ficarem indolentes, tornar-se-ão susceptíveis a doenças e envelhecerão precocemente” (Hipócrates).

A terceira idade representa uma oportunidade para a realização intelectual e para o alcançar de ambições que foram adiadas durante a vida ativa. Promover um ambiente mais positivo e inclusivo para encorajar o desenvolvimento de mais oportunidades que possam ser aproveitadas é um objetivo central de toda a dinâmica e estratégia institucional. Os idosos têm uma riqueza de conhecimento e capacidades que pode ser usada na gestão da Instituição e partilhada com outras pessoas da comunidade e os prestadores de cuidados devem encorajar esta abordagem, uma abordagem holística relativamente à promoção da saúde física, mental, espiritual e social. Incentivar à participação, pelo trabalho de grupo, pela prática de tomada de decisões, clarificação de valores, aprendizagem através da experiência, treino de competências sociais, simulação, o jogo e o desempenho de papéis, o treino e o aconselhamento da assertividade, assumem uma forte relevância na promoção dos seus potenciais e dinâmicas interpessoais.
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal